Copywriting: conheça as técnicas para converter mais clientes

por 18 ago, 2020Marketing Digital, Vendas0 Comentários

O que é copywriting?

Hoje, não basta conhecer seu público. Para realizar pesquisas e ser claro em seus objetivos, o conteúdo precisa ser informativo e relevante. Porém, com o uso das técnicas de copywriting, podemos tornar o texto fluido e persuasivo para o leitor, possibilitando, assim, o aumento das conversões em sua empresa.

Copywriting é o processo de produção de textos persuasivos para ações de marketing e vendas com foco em conversões, podendo ser conteúdo de emails, catálogos, landing pages, anúncios online ou qualquer outro material (digital o impresso) que tenha a meta a venda de um produto ou serviço.

Mas como utilizar o copywriting no meu negócio? Leia nosso post e veja as principais técnicas para melhorar a sua conversão.

Conheça 11 técnicas de copywriting que irão alavancar seus resultados:

1- Crie títulos atraentes

O título precisa atrair a atenção do leitor e gerar curiosidade nele. Precisa ser direto, conter a palavra-chave do seu texto e mostrar ao leitor o benefício que ele terá ao ler o texto até o final.

2- Proporcione escaneabilidade

Essa é uma das técnicas de copywriting que permite que o leitor entenda rapidamente ao bater os olhos do que se trata o texto.

3- Facilite e dê ritmo à leitura

Utilize texto fluido e com parágrafos curtos.

4- Evite repetir palavras

Evitar a repetição de palavras mostra variedade de vocabulário e traz maior credibilidade ao seu conteúdo.

5- Não use palavras muito difíceis ou longas

Use sempre uma linguagem acessível a todos. palavras difíceis tendem a causar desconforto e confusão mental nos leitores.

6- Use metáforas e exemplos

As metáforas e os exemplos conseguem contextualizar o leitor e fazem com que ele se conecte e compreenda mais facilmente o texto.

7- Use a voz ativa

As frases na voz ativa são mais persuasivas e menos complexas.

8- Faça perguntas

As perguntas levam os leitores à reflexão, facilitam a conexão, a interação e o envolvimento deles no diálogo.

9- Use números e dados

Procure sempre citar fontes, dados, números e informações relevantes que passem credibilidade para o seu leitor e agreguem valor ao assunto que está sendo abordado.

10- Invista no storytelling

O storytelling é a arte de contar histórias com narrativas envolventes, criando conflitos ou despertando emoções em seus leitores. Essa se tornou uma das armas poderosas do copywriting.

11- Utilize gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são os estímulos que o cérebro humano recebe para a tomada de decisão. Eles são ferramentas importantes para convencer um público a comprar um tipo de produto ou serviço, por exemplo.

Os gatilhos mentais ajudam a superar as objeções do leitor e auxiliam nas conversões, os mais utilizados são: escassez, autoridade, prova social, reciprocidade, dentre outros.

Descubra o que você não deve fazer em Copywriting

  • Evite conteúdos técnicos;
  • Não copie o seu concorrente;
  • Evite falar de você o tempo todo;
  • Nunca esqueça de revisar seu texto;
  • Não use apenas verbos no imperativo;
  • Não se estenda demais nos detalhes sobre um tema.

Nós da Impetus oferecemos soluções digitais estratégicas e personalizadas para diferenciar seu negócio no mercado e alavancar seus resultados. Saiba como nossa equipe especializada pode ajudar a sua empresa a utilizar essas técnicas de Copywriting, produzindo conteúdos que agreguem valor ao seu negócio e aumentando as conversões.

Gostou do conteúdo? Para ver mais artigos como esse, ative o “sininho” ou assine nossa Newsletter e não se esqueça de compartilhar com os amigos.

Artigos Relacionados

Como as empresas podem se reinventar para enfrentar a crise?

Em tempos de cenário instável, as empresas precisam se reinventar para enfrentar a crise mundial. Os principais desafios dos empreendedores têm sido encontrar novos modelos de gestão, usando a criatividade e a tecnologia para reinventar seu negócio. De acordo com uma...

O que é UX Design?

O UX Design (User Experience Design ou design de experiência do usuário) é responsável pela interação de um produto / serviço com as pessoas. Podendo ser um aplicativo, um website, um dispositivo móvel, um ponto de venda, uma máquina, entre outras plataformas de...

Pin It on Pinterest

Share This